Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

saude
Programa Fila Zero elimina a lista de espera de consultas e exames especializados em Forquilhinha

Publicado em 05/05/2021 às 08:22 - Atualizado em 05/05/2021 às 08:22

O Governo de Forquilhinha, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, faz um balanço dos quatro primeiros meses do programa “Fila Zero”, com a liberação de 5.570 autorizações aos pacientes que esperavam na fila por procedimentos com especialistas. 

Já em exames foram 5.727 autorizações para oftalmologia, fonoaudiologia, cardiologia, mamografia, ressonância magnética, endoscopia, eletroneuromiografia, ecografia, colonoscopia e ultrassonografia. O investimento total é de R$ 966.235,26.

 

O objetivo do programa é dar fim a fila de espera das pessoas que aguardam atendimento por consultas, exames e algumas cirurgias de média e alta complexidade.

 

“Esse é um avanço histórico no município para diminuir as filas que estavam represadas desde 2018, 2019 e 2020. Hoje, temos um balanço de 5.536 pessoas que estavam aguardando uma consulta com especialista atendidas e mais esperando por exames. Iniciamos esse programa em janeiro visando zerar as filas para todas as especialidades. Hoje, uma ressonância magnética, por exemplo, é liberada em 30 dias no máximo. E até o ano passado, o paciente aguardava na fila cerca de 8 a 12 meses”, afirma o prefeito José Cláudio Gonçalves, o Neguinho.

 

O chefe do executivo destacou que ações como redução no número de cargos comissionados, aluguéis e muita economia possibilitou mais investimentos com recursos próprios na saúde. “Nós economizamos um valor considerável nos meses de janeiro a abril, o que nos proporcionou condições para investir forte na saúde, mas é preciso avançar muito mais. Isso é fruto da nossa economia, austeridade e zelo com o Poder Público”.

 

UBS Móvel

O prefeito revelou ainda que, Forquilhinha terá uma Unidade Móvel para melhor atender aos forquilhinhenses. “Vamos implantar um projeto inovador, equipar um ônibus e transformá-lo em uma UBS Móvel que realizará o atendimento na área da saúde em diversos bairros da cidade que não contam com uma Unidade Básica de Saúde (UBS)”, pontua.